jueves, 19 de marzo de 2009

Zeca Y Sinhozinho "Club Força e Coragem-Sao Paulo


Há Um Século

16 de agosto de 1907, sexta-feira(A coleção não possui exemplar desta data. Notícia de 17/08/07)
Lucta Romana - Do campeão Julio Ghedini recebemos a seguinte carta: “Sr. redactor d’A Cidade De muita boa vontade me permitto responde hoje ao sr. Pedro Puccetti (campeão brasileiro), do club ‘Força e Coragem’(SP) no que se refere ao ‘Desafio’ que o sr. Eugenio Boilau, de modo proprio, lançou em meu nome, ao dito campeão brasileiro. Leia esta notícia na integra http://www.jornalacidade.com.br/noticias/57766/ha-um-seculo.html
Lucta “Puccetti-Ghedini” - Do campeão brasileiro e director do Club “Força e Coragem” de S. Paulo, sr. Pedro Puccetti, recebemos hontem á as 2 horas da tarde o telegramma seguinte, que afixamos a porta da redacção: “Se o professor Giulio Ghedini acceitar as condicções que expuz na secção livre ‘A Cidade de sabbado 14 do corrente, ponha-se a minha disposição, sexta-feira ou sabbado 21, no theatro Carlos Gomes, e telegraphe-me afim de seguir immediatamente”. Puccetti. Leia esta notícia na integra http://www.jornalacidade.com.br/noticias/58878/ha-um-seculo.html
NOTA DEL PESQUISADOR:
O historiador e folclorista Carlos Cavalheiro ressaltou a importância de se aprofundar pesquisa sobre a vida de Sinhozinho, ainda, em Santos e São Paulo capital. É sabido, por entrevista datada de 1º de Setembro de 1931 (Diário de Notícias, RJ. Foto), prestada pelo próprio Sinhozinho(17 anhos), que ele, no ano de 1907, ingressou no Club Força e Coragem, sob a direção de Pedro Pucceti. Também temos informações de que familiares de Sinhô remanesceram em São Paulo, mais precisamente na Mooca.
livro “A Volta do Mundo da Capoeira”, de LOPES (1999):
“Por volta da década de cinqüenta, Sinhozinho era um personagem muito conhecido no Rio de Janeiro, especialmente em Ipanema e Copacabana. Nascido em Santos, São Paulo, filho do Cel. José Moreira Sampaio, Intendente daquela cidade, já em 1904, Sinhô iniciava sua brilhante carreira de desportista, como sócio-aluno do Clube Esperia de São Paulo. Ainda em São Paulo, após passar pelo Clube Atlético Paulistano, pela Associação Atlética das Palmeiras, e pelo Clube Força e Coragem, Agenor Sampaio veio para o Rio e não mais saiu. [...]. Logo se tornou conhecido nas rodas esportivas e boêmias da cidade por sua força física e habilidades atléticas, tendo sido instrutor da temida Polícia Especial e, mais tarde, da Polícia Municipal, assim como de inúmeras
associações esportivas como Sport Club Mangueira, Ginástico Português, Clube de Regatas do Flamengo, Helênico, Fluminense, América F.C. e várias outras entidades desportivas, valendo destacar o Club Nacional de Gymnastica, criado por ele mesmo, em 1930, para divulgar a Capoeira. [...]. Não se sabe muito bem como e onde Sinhozinho a aprendeu mas já nos anos trinta ensinava [...].Segundo o que ensinava, os capoeiras de sua época tinham suas especialidades,
sendo mais brigadores do que esportistas. Usando de malícia, faziam ataques súbitos e inesperados, procurando colocar os adversários, rapidamente, fora de combate. [...]. Sua capoeira, destituída de ‘orquestra’ – berimbaus, pandeiros, atabaque, agogô e reco-reco, e cânticos – que sempre foi a mola propulsora dos demais tipos de Capoeira, exigia de seus praticantes o máximo de objetividade e resistência a pancadas e a lesões, o que fazia com que muitos iniciantes desistissem. Isto talvez explique porque sua difusão tenha sido limitada
enquanto outras formas da capoeira, normalmente com ritmo e canto,começaram a lograr mais sucesso e, atualmente, estejam tomando conta do Brasil e do mundo.”
(p. 25 - 26)

1 comentario:

Javier Rubiera dijo...

From: Carlos Cavalheiro carlosccavalheiro@yahoo.com.br
Date: 2009/3/19
Subject: Re: Informaçao
To: "Vicepresidente -- FICA." capoeira.espanha@gmail.com


Prezado Javier: Muito obrigado pelas informações enviadas. Gostei muito, especialmente a primeira que faz referência ao Clube Força e Coragem. Tenho suspeitas de que nesse Clube, onde Sinhozinho treinou quando vivia em São Paulo, aprendia-se lutas diversas, inclusive a capoeiragem (ao menos a chamada capoeira de rua). Se isso ficar provado, a história da capoeira em São Paulo - e no Brasil - estará modificada. Forte abraço e obrigado. Carlos Carvalho Cavalheiro.