viernes, 6 de marzo de 2009

Bersilat(Malasia-Timor) "versus" Capoeira Angola(Brasil) -II

VIDEO :http://video.aol.com/video-detail/sanggar-dharma-nusantara-pencak-silat-performance-8/15816343/?icid=VIDURV04
Nota sobre Silat: http://saladepesquisacapoeira.blogspot.com/2008/12/bersilat.html
DE CEUTA A TIMOR
Luis Filipe Thomas

História cultural
Não há uma cultura timorense única e homogénea, pois subsistem várias etnias, distintas se bem que aparentadas, cada uma com o seu património cultural próprio. A essa diversidade original há a juntar o diferente grau de aculturação com os elementos introduzidos pela influência portuguesa: maior no meio urbano, no litoral e entre a nobreza tradicional, menor nos meios rurais no interior e entre as classes populares.
A civilização de Timor é herdeira, sobretudo, da dos austronésios e, como tal, um ramo da civilização chamada por vezes «austro-asiática»comum a todo o Sudeste do Continente Asiático e Insulíndia, onde subsiste hoje, pouco alterada, entre as populações mais isoladas. A influência do substrato papua é porém mais forte que no resto da Insulíndia. A esse fundo vieram juntar-se elementos introduzidos pela influência de Dong-Son e das civilizações javanesa e malaia; mas os introduzidos pelos Portugueses são os mais vultosos. Trazida pelos missionários, sobretudo, a influência portuguesa é mais n´tida no aspecto espiritual (religião, língua, arte) que no material; neste traduziu-se sobretudo na introdução de novas plantas (milho de maçaroca, hoje base da alimentação nativa, mandioca, goiaba, teca, etc.), na sua maioria oriundos do Brasil, e novos animais (vaca, ovelha); na tecnologia é praticamente irrevelante: quer a agricultura quer as indústrias artesanais utilizam quase exclusivamente as técnicas tradicionais, que remontam ao período pré-histórico.
.............. Na região de Suái há danças de rara beleza, que parecem de origem indo-javanesa clássica; a mais conhecida é a da cobra ou das toalhas. A dança do milhafre (makikit) e o silat (dança guerreira que simula uma luta corpo a corpo e pode constituir uma forma de disputa como o fandango ribatejano), praticados na região fronteiriça, parecem de origem indonésia. As dançasaculturadas são em parte de origem europeia como a valsa, em parte de origem indonésia moderna, como o empat-kali, extremamente popular (espécie de pas-de-quâtre), e suru-boec, que imita a apanha de camarão.
http://www.geocities.com/joseramelau/diasporatimorense/timor.htm



Bersilat(Malasia-Timor) "versus" Capoeira Angola(Brasil) -II.



Nota del pesquisador:Debemos buscar una aculturación entre Malasia-Timor, y Afro-Brasil.

1 comentario:

Protelo dijo...

O Morayng de Madagascar não parece Capoeira,
Moringue de Reunião é identico, mas não é autentico, ele foi recriado por um praticante de Savate em 96, além disso mestres de Capoeira estiveram em Reunião na década de 80. Os estilos preservados nas ilhas próximas não parecem Capoeira, lembram Danbe!
A teoria de origem malaia não se sustenta, assim como não se sustenta a teoria da Capoeira ser 100% brasileira (http://www.rabodearraia.com/capoeira/blog/post/view/identifier/A-CAPOEIRA-DESDE-O-DESCOBRIMENTO-DO-BRASIL-A-ORIGEM-DA-CAPOEIRA/)!